sábado, 31 de dezembro de 2011

.

e 2011 se vai ...
vai na condição do ano de mudanças, de liberdade.
onde pude finalmente respirar e ser.
a alforria demorou, mas, não tardou!
reconquistei amizades deixadas de lado, nem sei o porquê.
firmei laços "amiguísticos", de companheirismo, de alma.
convivi com seres incríveis, amigos, confidentes, que me devolveram a vida.
retomei a felicidade e como se não bastasse a transformei em meu lema diário.
uma forma de agradecimento por todos os desejos alcançados, surpresas encantadoramente positivas.
por ter me descoberto ser.
findei o meu eu em caminhos recompensadores, desconhecidos, desafiáveis.
paguei pra ver e passei a crer que tudo por melhor que esteja ainda pode melhorar.
para 2012 não espero nada.
o que vier é lucro.
cansei de depositar esperanças no incerto.
afinal,  quando não se espera nada em troca,
tudo o que acontece é positivo, é vivo, é seu.
será meu, serei eu.

por dhalila nogueira.