domingo, 12 de fevereiro de 2012

Nãnã.


Ô minha mãe!
Rainha divina das águas calmas.
Deusa dos mistérios.
Senhora de muitos búzios.
Sintetiza em mim teus predicados.
Me faz tua filha por excelência.
Me possibilita a tua compreensão, envolta do destino, da vida, da trajetória do ser.
Da minha história.
De tudo que podes me conceder.


por dhalila nogueira.