sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Falácias de amor.


Dizem que as canções mais belas de amor são construídas e cantadas no silêncio.
É que o amor não precisa de palavras.
Nem de gestos estupendos.
Ele sobrevive na simplicidade.
Na naturalidade.
No querer e no estar bem consigo.
É que sem amor próprio ninguém ama o outro de verdade.