sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Quase.

De tantos planos feitos em silêncio. Sonhados só.
Com tantas vontades passadas. Lágrimas derramadas.
Quase fomos amor.
Quase pertencemos um ao outro.
Quase construímos um futuro.
Quase fomos grandes e conquistamos o mundo.
...
Com tanto tempo depois.
Com tanta certeza de que seria possível.
Quase fomos fim.
Quase deixamos o cansaço prevalecer.
Quase guardamos ressentimentos.
Quase seguimos em frente.
Mas, com tanto sentimento que ainda existe e persiste.
É quase impossível seguir sem você.
Quase loucura não te vê.
Quase improvável não te amar!

Dhalila Nogueira.