segunda-feira, 31 de julho de 2017

Fugaz.


  

Chegou e partiu tão rápido.
Nem tive tempo de te tornar poesia.
Me encantou com uma liberdade de sentir.
De desejar.
De ser.
Sumiu...

Se esvaiu feito fumaça.
Deixou o prometido sem cumprir.
E fez de mim, mais uma vez, desilusão.