quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

Do que sou.

Sou imensamente grata:
Por todos os tropeços e erros.
Por todas as conquistas e realizações.
Por todas as decepções!

Sou esse emaranhado de sentimentos.
De vontades e de quereres.
Sou mais do que uma metaformose ambulante;
Ou dessas faces que represento.
Sou amor, recusa, loucura e sanidade.

Mulher de fases.

Misto de temor e coragem!